VOLTERRA


Dicas para Quem Visita Volterra

Um pouco sobre a cidade de Volterra, na Toscana, e suas atrações: Ambiente medieval das ruas da cidade, Muralha e Porta dell'Arco, Duomo di Volterra, Palazzo dei Priori, Teatro Romano, Museo Etrusco Guarnacci, Pinacoteca e Museo Civico, Palazzo Vitti, Museo della Tortura, Balze di Volterra (Falésia), Lojas de Alabastro e Bar L'Incontro.

Onde é e como chegar em Volterra

Volterra é uma comuna italiana da região da Toscana, província de Pisa, com cerca de 11.000 habitantes.

Fica a 1:20 hora de Firenze (75 km) e 1:00 hora (55 km) de Siena.

Na estrada que leva a Volterra, que por si só já é maravilhosa, há algumas obras de artes imensas que se destacam na paisagem rural da Toscana. Vale uma foto.

Um pouco da história de Volterra

Volterra (antigamente chamada de Velathiri) é uma das cidades mais importantes do período pré-romano que, mesmo com mais de 3000 mil anos, é considerada uma das cidades antigas mais bem conservadas do mundo.

Como é peculiar das cidades etruscas, Volterra fica no topo de um platô. Com seus 531 metros do nível do mar, è possível ter uma visão magnifica de grande parte da região – e por este motivo, Volterra foi uma das maiores cidades do período Etrusco, pois era praticamente impossível para o inimigo chegar de surpresa.

Teria sido o local de nascimento do segundo papa, Papa Lino.

Curiosidades de Volterra

Arte do Alabastro: Uma das características importantes que a renderam famosa foi o trabalho realizado com o alabastro – tipo de mineral branco fosco utilizado na fabricação de verdadeiras obras de arte. Um exemplo maravilhoso do trabalho em alabastro é a réplica perfeita da torre de Pisa, com 2 metros e 40 centímetros e mais de 25.000 pequenos Por dois finais de semana do mês de agosto, toda a cidade de Volterra se tran

pedaços.

Festival Medieval: Por dois domingos de agosto, todo ano a cidade se transforma e retrata um típico dia da cidade no ano de 1398. Todo mundo se veste como naquela época, realizam-se jogos medievais, desfiles com as bandeiras (como aquela vista no filme "Sob o Sol de Toscana"), e muito, muito mais!!! Até é necessário trocar as moedas de euro pelo “Grosso Volterrano” – réplica fiel da moeda utilizada no ano de 1398 d.C.

Filmagem de Lua Nova: No filme "Lua Nova", da série "Crepúsculo", de Stephenie Meyer, a cidade de Volterra é a sede da família de vampiros Volturi. No entanto, as cenas cinematográficas foram rodadas em Montepulciano.

Atrações Turísticas em Volterra

Pelas ruas de Volterra

Ambiente Medieval: Como em toda a Toscana, um passeio pelas ruas da cidade já vale a visita.

Lojas de Alabastro: Existem centenas de pequenas lojas por toda a cidade que vendem absolutamente tudo feito de Alabastro: desde pequenas joias até grandes artigos de decoração.

Muralha: outra atração original, do século 12.

Porta dell'Arco: É um famoso monumento arquitectônico etrusco, feito com diferentes materiais e técnicas de construção desde o século IV a.c., um sinal das mudanças que ocorreram ao longo dos séculos, a porta tem um arco de pedra cobrir, decorado na parede exterior de três esculturas em forma de cabeça humana. A lenda diz que as esculturas em forma de cabeça que aparecem no arco retratam a tríade dos protetores de Volterra, o que corresponderia mais ou menos a Júpiter, Juno e Minerva mitologia greco-romana. Ela é o único elemento que resta da seção sul etrusca das antigas muralhas de Volterra.

Duomo: Típica das cidades médias medievais, a Igreja da cidade é pequena e sem grande atratividade, apenas chama a atenção os detalhes do teto.

Circuito Cultural da Cidade

Os bilhetes vendidos pela Camara de Turismo da Cidade dão direito à visita às principais atrações culturais da cidade (Palazzo dei Priori, Área Arqueológica do Teatro Romano e Acrópole Etrusca, Museu Etrusco Guarnacci, Pinacoteca e Museu Cívico, Ecomuseu de' Alabastro).

Palazzo dei Priori: Não bastasse a beleza da cidade sobre o alto se uma colina, neste palácio é possível subir na torre e presentear-se com ainda mais horizontes.

Teatro Romano: Na década de 50 foram descobertas em Volterra pelo arqueólogo por Henry Rivers as ruinas de um antigo teatro romano. Na Idade Média, no século XIII, o edifício foi cortado em dois pela muralha urbana, que estabeleceu suas bases no topo do auditório. Anos mais tarde, foram descobertas e incoporadas ao complexo as ruínas de uma terma romana. Hoje é possível visitá-lo (pagando a entrada) ou ter uma visão perfeita de todo o complexo do alto (de graça).

Museu Guarnacci: Reúne a maior herança etrusca do país.

Pinacoteca e Museo Civico: Reune algumas obras renascentistas e da escola bizantina, mas sem grandes destaques. Vale para quem tempo sobrando na cidade, já que o bilhete que dá direito a diversas atrações também inclui a pinacoteca.

Outros museus

Museo da Tortura: Parece uma rede de franchise pois essa atração está presente em diversas cidades toscanas. O museu, que mais parece uma atração barata da Disney, mostra uma série de réplicas de instrumentos de tortura da época medieval.

Palazzo Vitti: Não é muito comum palácios abertos à visitação em aldeias medievais, mas por apenas 5 Euro, pode-se apreciar o interior desse pequeno palácio, suas peças e móveis. O atual proprietário mora dentro do palácio e muitas vezes acompanha os visitantes para contar sua história.

Nos arredores de Volterra

Balze di Volterra: É um grande penhasco (ou falésias) de onde se pode ter uma vista privilegiada, que muitos descrevem como um misto de "esplendor e medo". Localizada a sudoeste da cidade, a área tem caracteristicas geológicas específicas que provocam numerosos deslizamentos de terra e erosões. O fenômeno, lento mas inexorável, já engoliu cemitérios, muros etruscos, casas e até a igreja e convento de San Giusto, do século VIII em honra de San Giusto, é o Convento de San Marco.

Fortaleza Medicea: No ponto mais alto da colina que abriga a cidade, foi inicialmente construída em proporções menores (a chama Rocca Vecchia ou "Cofre") e posteriormente ampliada por ordem de Lorenzo de' Medici no século XV. Hoje abriga uma prisão de segurança máxima e só pdoe ser visitada em ocasiões especiais. O mais curioso do local é que ele abriga um restaurante, e pelo que falam, com comida e serviços excelentes e diferenciados (até por que o garçons são prisioneiros "voluntários"); a reserva para o jantar é dificílima e muito concorrida.

Gastronomia em Volterra

Bar L’Incontro: Não importa se é verão, inverno, primavera ou outono: simplesmente entre neste café Bar L’Incontro e delicie-se com o que dizem ser o melhor cappuccino da Itália!!! Sem contar os doces, o chocolate quente, os salgados, a atmosfera…

#europa #europe #italia #italy #toscana #tuscany #viagem #travel #volterra #dicasdecidadesnaitália #FILTROTOSCANA